Qualidade de streaming mobile: Brasil está na 51ª posição


Quem gosta de assistir filmes ou mesmo acessar redes sociais de vídeos pelo celular já deve ter se deparado com a situação de ter pouco sinal 3G e 4G e acabar com uma transmissão travada. A OpenSignal divulgou o resultado de uma pesquisa que fez uma análise completa sobre a experiência de streaming de vídeo em 69 países do mundo. E o resultado colocou o Brasil em uma má posição: estamos em 51º lugar na qualidade de streaming mobile.

Mas engana-se quem pensa que o melhor resultado ficou com os grandes países. O local que está em primeiro lugar nesse ranking é a República Checa, ainda assim não recebeu a pontuação máxima em qualidade. As notas foram distribuídas pelos países considerando o tempo de carregamento antes de o vídeo começar, a quantidade de “travamentos” durante a execução e o nível de resolução da imagem. Os vídeos geralmente são os vilões nos gastos de dados móveis (existem dicas para economizar os dados móveis), e ainda assim não são transmitidos com toda a qualidade que seria necessário.

Transmissão via dados móveis

celular

O estudo também realizou uma comparação da velocidade de download entre os países, abrangendo não só os vídeos, mas qualquer tipo de conteúdo quando acessados via 3G e 4G. A conexão 5G já é uma realidade para pelo menos 12 cidades dos Estados Unidos, mas ainda não é uma possibilidade para a maioria dos países ao redor do mundo. Ainda que seja uma tecnologia muito nova, é possível que nos próximos anos os brasileiros também aproveitem essa conexão mais rápida.

No comparativo de velocidade da internet 3G e 4G, o Brasil ficou com o 45º lugar, com uma velocidade média de 12 Mb/s. Bem diferente da campeão Coreia do Sul, que conta com uma velocidade média de 45,58 Mb/s. Isso dá muito mais agilidade tanto para se comunicar quanto para enviar arquivos. Um ponto interessante é que os países que possuem uma velocidade a partir de 15 Mb/s conseguem nivelar entre si a qualidade do streaming.


É importante lembrar que não é somente o YouTube que conta como plataforma de streaming. Sites como Netflix ou portais de notícia que fazem conteúdo via vídeo também são consideradas. Além disso, os sites que oferecem qualquer tipo de transmissão como as plataformas de apostas, que transmitem as partidas ao vivo de futebol e outros esporte, também é considerado como site de streaming. O site brasileiro de apostas no celular 1xBet, por exemplo, oferece aos seus usuários a possibilidade de assistir partidas pelo smartphone. Nem sempre a conexão colabora, dependendo da região em que o espectador se encontra, então imagine como seria diferente se tivéssemos a mesma qualidade da Coreia do Sul.

smartphone celular

E se você achou estranho o fato de que a República Checa está em 1º lugar na experiência streaming, mas a Coreia do Sul é a que tem a maior velocidade, a explicação é simples: foram analisados fatores como consistência e bom desempenho por mais tempo determinam o que se considera serviço de qualidade.

Um fato interessante é que os Estados Unidos ficaram atrás do Brasil, por exemplo. Isso porque ainda que o país conte com uma velocidade média de 16,53 Mb/s, algumas das operadoras que operam por lá limitam a velocidade de download para serviços de streaming.

Internet do futuro

Enquanto conexões mais poderosas como a 5G não chega por aqui, a nossa maior reclamação continua sendo o fato de termos a maior carga tributária do mundo sobre a internet móvel. 40% dos preços dos planos são destinados aos impostos. É um preço muito alto a se pagar por pouca qualidade e pouco retorno. Só nos resta esperar pela internet do futuro.

 

Mais celulares legais:

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

Nome *
Email *
Site