Yellow: o Uber das Bicicletas e Patinetes?

Compartilhe


Serviço prestado pelo aplicativo yellow chegou ao brasil e tem sido chamado de uber das bicicletas e patinetes eletricos, veja como funciona o serviço.

Quem sofre com o trânsito da cidade grande, sabe que nem sempre o carro é a melhor escolha para chegar em compromissos. Pensando nessa fatia do mercado, é que chegou ao brasil já há alguns bons meses, o serviço por meio de aplicativo chamado Yellow, para aluguel de bicicletas e patinetes. Veja a seguir tudo sobre esse modelo de mobilidade urbana inovador.

Yellow – do que se trata?

yellow

O Yellow, é um serviço de compartilhamento de bicicletas com sistema de redistribuição livre (dockless) pelo qual as bikes são liberadas por meio de um aplicativo de celular. Inovador, o modelo dispensa as estações obrigatórias de parada, você pode deixar a bicicleta ou patinete em qualquer lugar, que não atrapalhe a passagem de carros e pedestres. Por meio do aplicativo, ele te mostra onde estão os patinetes e bikes mais proximos.

De acordo com  Ariel Lambrecht, fundador responsável pela área de Produto da empresa, a Yellow está trazendo para o Brasil uma solução de mobilidade inovadora e eficiente, com um modelo que já obteve sucesso em outros países, em destaque a China, onde o serviço é extremamente popularizado. “O surgimento das startups de bike sharing foi responsável por um crescimento de mais de 50% no uso desse modal de transporte na China. Existem estimativas de que o trânsito em Pequim caiu 5% após o lançamento das bicicletas compartilhadas”, comenta Ariel

Como o aplicativo funciona?

Veja o infográfico abaixo, do site vivotech

yellow como fiunciona
Imagem: https://www.vivotech.com.br/grin-e-yellow/

Como é feita a cobrança?

O serviço é tarifado, mas tem custo acessível: R$ 1 para cada 10-15 minutos de uso da bicicleta, dependendo da sua cidade . Para usufruir do Yellow, o usuário pode comprar créditos nos valores de R$ 5, R$ 10, R$ 20 e R$ 40. Naturalmente, o valor do saldo fica disponível no aplicativo.

As bicicletas são distribuídas pelo método dockless, ou seja, ficarão espalhadas pela cidade em locais variados, como calçadas, parques e áreas próximas de ciclovias. A orientação é para que os usuários as deixem em locais públicos que permitem o estacionamento de veículos em geral e não atrapalhem o fluxo de pedestres.

yellow bicicletas mapa

Quais os pros e contras em relação a outros serviços?

Bom, como não existe uma estação central, alguns problemas acabaram ocorrendo. Muita gente pode achar que so no brasil os vandalismos ocorrem , mas existem no mundo inteiro. Aqui, alguns problemas já foram registrados. Fotos compartilhadas no Facebook mostram bicicletas da Yellow com rodas amassadas; sem banco, guidão ou outras peças; ou jogadas em um rio. Três bikes foram encontradas em um edifício na cracolândia sem cadeado eletrônico. Até teve anúncio na OLX, já removido, vendendo uma unidade por R$ 250.

Além disso, algumas pessoas estão usando cadeado próprio nas bicicletas, ou deixando-as dentro de casa, impedindo outros clientes de usá-las.Mas de acordo com a companhia, o vandalismo no brasil está abaixo do esperado.:

“A Yellow afirma em comunicado que casos de vandalismo e furtos são relativamente raros: “o número total dessas ocorrências na cidade de São Paulo estão abaixo do previsto”. A empresa tem 500 bicicletas na capital paulista, e quer chegar a 20 mil até  202o.”

Como baixar o aplicativo Yellow?

É tudo muito simples, basta baixar na App store pra iphone:

 

Ou para android no Google Play:

E pode deixar essas bicicletas e patinetes por aí? A Prefeitura não acha ruim?

Bom, na maioria das cidades existem acordos com a prefeitura e a empresa afirma seguir a legislação de cada uma delas. Somente em cidades mais atrasadas como Vil;a Velha no ES é que ocorreram problemas e a empresa até desistiu de prestar o serviço no caso em questão.

Conclusão

Bom pessoal, espero que tenham curtido as dicas ok? Já falamos aqui também sobre o aplicativo tinder que tambem pode mudar vidas.

Sugestões podem deixar nos comentários

Referências: Tecnoblog

 


Compartilhe

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

Nome *
Email *
Site