Apps que não podem ser deletados do seu celular: confira a lista completa!

Você já percebeu que existem alguns apps que não podem ser simplesmente descartados do seu celular por serem muito importantes? Isso pode ser frustrante, certo? Mas, acontece tanto no Android quanto no iOS.

Pensando nisso, decidimos mostrar alguns desses apps que não podem ser deletados do seu aparelho. Então, vamos conferir essa lista completa. Segue o fio!


Apps que não podem ser deletados do seu celular

Leia tambem – veja como funciona a gfgwin jogos

Identificar esses apps não é tarefa simples.

A questão principal é evitar deletar um app do sistema que possa comprometer o funcionamento do dispositivo. Ninguém quer tentar economizar memória e acabar excluindo um arquivo essencial para o funcionamento do aparelho, não é mesmo?

Apps que não podem ser deletados do seu celular: confira a lista completa!

Portanto, a primeira dica é certificar-se de que o app não faz parte do sistema nativo do celular.

Se tiver dúvidas, pesquise sobre isso. Normalmente, um aplicativo essencial para o celular só pode ser deletado com a autorização de ROOT no aparelho.

Isso é semelhante ao privilégio de administrador em um PC. Com ROOT, você pode instalar e desinstalar qualquer aplicativo no smartphone.

Se você não tem conhecimento técnico, não recomendamos fazer esse procedimento, pois pode causar sérios problemas ao funcionamento do celular.

O lado bom é que existem diferentes tipos de apps que podem ser deletados no seu celular. Vamos conhecer essas categorias:

1. Antivírus

Os apps de antivírus estão entre os mais baixados pelas pessoas. No entanto, os “APK”, como são conhecidos, geralmente não conseguem remover programas maliciosos dos dispositivos.

Isso é especialmente verdadeiro para as versões gratuitas, que apenas geram notificações sobre esses “vírus”, sem realmente resolver o problema.

Quer uma dica valiosa? Baixe apps somente das lojas oficiais e evitar clicar em links suspeitos em e-mails, mensagens do WhatsApp ou outros apps de comunicação.

Na prática, não é essencial ter esse tipo de aplicativo no celular.

2. Navegadores nativos

Especialmente em dispositivos Android, os celulares costumam vir com navegadores web personalizados.

Esse é um dos primeiros apps que você pode considerar deletar, por vários motivos: existem aplicativos mais confiáveis e conhecidos na Play Store; manter esse navegador ocupará parte da memória do dispositivo, especialmente se as atualizações automáticas estiverem ativadas.

A regra é simples: se você não usa, delete.

Apps que não podem ser deletados do seu celular: confira a lista completa!

3. Aplicativos de “economia de RAM”

Os apps de economia de memória funcionam em segundo plano, consumindo memória mesmo quando você não está usando o celular.

Mesmo que você os feche, eles tendem a reiniciar automaticamente. O próprio sistema já possui otimização para o uso da memória, então não há um app de terceiros mais eficiente do que o recurso nativo do sistema.

Portanto, a recomendação é simples: delete esses aplicativos!

4. Aplicativos para “economizar” bateria

Outro tipo de app que “promete”, mas não “entrega” são os de economia de bateria. Eles não cumprem a promessa e, por também rodarem em segundo plano, acabam consumindo mais bateria.

O que fazer? Faça o básico: liste os apps no seu aparelho e exclua os que não usa.

Vá para Configurações e identifique os que têm alto consumo de bateria. Desinstale os que for possível e force a parada dos que não podem ser desinstalados.

Assim, você terá uma economia de bateria mais efetiva.

5. Aplicativos de “limpeza”

Se você acha que os apps de economia de bateria ou memória são quase uma “fake news”, o que dizer dos aplicativos de “limpeza”.

Esqueça esses tipos de aplicativos!

Opte pelo simples: vá em Configurações > Apps > Gerenciador de aplicativos e limpe o cache daqueles que acumulam grandes quantidades de dados (como navegadores e apps de mensagens, por exemplo).

Limpe os dados manualmente e, com certeza, economizará muito mais espaço do que instalando um aplicativo para isso.

Conclusão

Curtiu o conteúdo? Espero que ele tenha sido útil para entender mais sobre os apps no seu celular!

Gostou do artigo? Mande para os amigos:
Avatar de Debora Freitas

Debora Freitas

Olá, me chamo Débora e o conteúdo que voce acabou de ler foi feito por mim! Trabalho como redatora há mais de 10 anos e, atualmente, atuo como freelancer. Para me contatar, envie um e-mail para [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *