Celulares Flip: será que ainda vale a pena o investimento em 2024?

Se você viveu a época dos celulares dobráveis, nos anos 2000, certamente se empolgou quando começaram a surgir os novos celulares Flip no mercado!


Mas, indo além da nostalgia, será que vale a pena investir em um celular dobrável em 2024? Muitas pessoas possuem essa dúvida, e com razão!

Afinal, ele é diferente dos aparelhos dobráveis que conhecíamos. Ninguém quer investir uma quantia significativa em um dispositivo apenas para se deparar com problemas, como uma tela inutilizada, em pouco tempo após a compra.

Para acabar com essa dúvida e ter mais respostas sobre esses aparelhos dobráveis modernos, vamos conferir os detalhes e entender se realmente vale o investimento. Confira!

Celulares Flip: será que ainda vale a pena o investimento?

Considerando as múltiplas funções dos celulares modernos, é quase impensável retroceder ao teclado numérico. Por isso, os novos modelos de celulares dobráveis continuam a ser equipados com tela touchscreen, para atender às demandas atuais dos usuários.

As vantagens de possuir um desses aparelhos variam conforme o modelo escolhido. A Samsung, por exemplo, oferece dois modelos que ilustram bem essa diversidade.

Leia tambem – conheça tudo sobre o ok google assistente

Celulares Flip: será que ainda vale a pena o investimento em 2024?

O Galaxy Z Fold é ideal para aqueles que buscam uma tela maior do que a de um smartphone convencional, mas não desejam adotar imediatamente um tablet.

Por outro lado, o Galaxy Z Flip é mais indicado para quem prefere um dispositivo mais compacto, sem abrir mão da praticidade dos smartphones modernos.

A Motorola, com o RAZR, aproveita a nostalgia como principal apelo desses celulares, permitindo que os usuários revivam a experiência do antigo V3.

Embora outras marcas, como a Xiaomi, também ofereçam smartphones dobráveis, esses dispositivos ainda não estão disponíveis no mercado brasileiro.

A grande preocupação

É importante ressaltar uma preocupação comum entre os consumidores: a fragilidade da tela. Muitos usuários relatam que o ato de dobrar o aparelho pode causar desgaste na tela ao longo do tempo de uso.

Para contornar esse problema, a Motorola oferece a substituição gratuita da película durante um ano, enquanto a garantia estiver válida.

Já a Samsung promete telas mais resistentes; o Galaxy Z Fold5, lançado recentemente, apresenta proteção Gorilla Glass Victus 2 e melhorias na dobradiça.

Motivos para não comprar um celular dobrável em 2024

Além do que já vimos acima, existem outros motivos pelo qual esses aparelhos podem não ser a melhor opção se você estiver pensando além da nostalgia – o que é algo importante, afinal. Vejamos alguns deles que são relevantes:

Ainda está se aperfeiçoando

Esses dispositivos representam uma releitura dos celulares dobráveis dos anos 2000, porém com novos componentes e funcionalidades que os elevam à categoria de celulares premium.

Como resultado, muitos aspectos ainda são novidades até mesmo para os fabricantes, que, ao enfrentarem os desafios relatados pelos usuários, realizam melhorias contínuas nos dispositivos.

Nesse sentido, o próprio comprador não é apenas um usuário, mas também um testador do produto.

Embora problemas como acúmulo de poeira, falhas nas dobradiças e marcas na tela possam ser incômodos para os usuários, para os fabricantes, esses feedbacks representam dados valiosos que são utilizados para aprimorar futuras gerações de produtos.

A ausência da Apple nesse mercado é uma evidência de que esses produtos continuam em constante aperfeiçoamento.

Portanto, ao considerar a compra de um desses dispositivos, é importante estar ciente de que se está participando de um grupo de consumidores que contribuem ativamente para o desenvolvimento de um produto ainda em fase de refinamento.

Bateria

Por causa do espaço interno limitado, devido ao design de dobragem, a bateria é outro componente diretamente afetado, além da câmera. Como resultado, não é viável incluir uma bateria de tamanho tradicional nesse modelo.

Portanto, suas baterias são significativamente menores em capacidade, resultando em menos miliamperes-hora (mAh) e consequentemente em um desempenho menor também.

Câmeras

Devido ao custo elevado e à tecnologia inovadora que possibilita a dobrabilidade do dispositivo, muitos usuários tinham grandes expectativas em relação a uma das ferramentas mais utilizadas em um celular: a câmera.

No entanto, essas expectativas não foram completamente atendidas, uma vez que, devido ao espaço interno limitado, as fabricantes acabam optando por câmeras com qualidade inferior em comparação com outros modelos topo de linha.

Manutenção limitada

Outro desafio enfrentado pelos usuários é a questão dos reparos, já que consertar esse tipo de dispositivo pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça.

Isso ocorre porque, sendo um design ainda recente e com poucos aparelhos disponíveis e em uso, muitas assistências técnicas ainda não possuem a expertise necessária para lidar com esses modelos, que apresentam diversas particularidades.

Consequentemente, o reparo desses produtos pode ser difícil e bastante caro.

Celulares Flip: será que ainda vale a pena o investimento?

No entanto, algumas marcas, como a Samsung, já lançaram programas de seguro para celulares, e alguns dos planos oferecidos incluem assistência técnica especializada para os celulares dobráveis.

Entretanto, se você não tiver um Samsung Center Service próximo, o conserto (caso seja possível) pode levar dias ou até semanas para ser concluído.

Se o seu aparelho não tiver acesso a uma assistência técnica desse tipo, o processo de reparo pode se tornar ainda mais complicado.

Conclusão

Curtiu o conteúdo? Compartilhe com quem pode estar pensando em adquirir este aparelho – principalmente, se for pela nostalgia dos anos 2000!

Receba nossas novidades antes de todo mundo:

Celulares Flip
Gostou do artigo? Mande para os amigos:
Avatar de Debora Freitas

Debora Freitas

Olá, me chamo Débora e o conteúdo que voce acabou de ler foi feito por mim! Trabalho como redatora há mais de 10 anos e, atualmente, atuo como freelancer. Para me contatar, envie um e-mail para [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *