Como prevenir e remover vírus do seu smartphone

Entenda de quais maneiras você pode se proteger, reconhecer e lidar com malwares em dispositivos móveis. Aprenda remover vírus do seu smartphone


Apesar de os casos de vírus serem muito mais comuns em computadores, esse tipo de perigo também pode afetar os dispositivos móveis. Os smartphones, por exemplo, estão cada vez mais integrados à rotina dos usuários. Fato que fez com que os cibercriminosos voltassem sua atenção ao potencial de tudo o que é armazenado nesses aparelhos. 

Com esse cenário em ascensão, é fundamental tomar alguns cuidados básicos no dia a dia para manter o seu celular em segurança. Além disso, é importante reconhecer os primeiros sinais em caso de infecção e saber quais os principais métodos à disposição para se livrar dessas ameaças. 

Dicas básicas de proteção 

remover vírus do seu smartphone

1- Baixe um antivírus

É importante ter em mente que o universo dos crimes virtuais se desenvolve muito rápido e ganha uma infinidade de novos malwares todos os anos. Por isso, você deve contar com um bom antivírus – leia mais sobre os melhores antivírus.Ter uma plataforma competente e completa vai permitir manter sua segurança e a integridade do seu dispositivo. 

 

Grande parte dos antivírus tem versões gratuitas que oferecem boa proteção contra ameaças e ajudam no trabalho de livrar seu aparelho de diversos tipos de malware. Lembre-se, contudo, que para garantir sua eficiência completa é preciso mantê-lo sempre atualizado de acordo com as recomendações dos fabricantes. 

 

2 – Instale aplicativos de lojas oficiais

Fazer download apenas da Play Store e App Store – para dispositivos Android e iOS, respectivamente – é ponto primordial para garantir que seu smartphone fique longe de vírus. Antes de entrar nas lojas virtuais, os apps passam por uma série de testes de identificação de possíveis ameaças para garantir a segurança dos usuários. 

Essa é uma recomendação, em especial, para os usuários de dispositivos Android. Afinal, o esse sistema operacional permite mudar as configurações para autorizar que aplicações baixadas de fontes externas tenham acesso ao dispositivo. Ao contrário do iPhone, da Apple, que permite apenas o download de apps que estão disponíveis na loja oficial. 

 

3 – Atenção a cada clique

antivirus.

Diante de tanta informação chegando a todo momento nas mais variadas plataformas, o nível de atenção à origem do conteúdo que você consome precisa ser redobrado. Para evitar uma infecção por vírus, é fundamental estar sempre atento aos links que você clica, pois eles podem abrir uma porta de entrada para ameaças no seu dispositivo. 

 

Mais do que as redes sociais, canais como WhatsApp, e-mail e até SMS têm sido amplamente usados para o envio de links que espalham vírus. Por conta disso, antes de clicar em qualquer endereço, cheque o remetente e o contexto do envio. Lembre-se que pessoas conhecidas já podem ter sido infectadas e estão espalhando a ameaça sem saber. 

 

4 – Não use Wi-Fi público

 

Evite ao máximo se conectar às redes Wi-Fi abertas e compartilhadas, em especial, em lugares de alta circulação de pessoas – como shoppings e aeroportos. Muitos cibercriminosos usam esse tipo de conexão para invadir e disseminar vírus para smartphones. Conhecer os riscos dessa ação é fundamental para se proteger. 

 

5 – Mantenha o sistema operacional atualizado

 

Assim como no caso dos antivírus, é imprescindível garantir que o seu sistema operacional esteja sempre atualizado. Isso é importante porque os fabricantes usam essas atualizações para disponibilizar patches de segurança que vão ajudar a proteger e combater vulnerabilidades.

 

Principais sinais de vírus 

 

É muito fácil perceber se o seu celular está infectado. Grande parte dos vírus dão sinais claros. O primeiro deles é o aparecimento de aplicativos que não foram instalados por você. Propagandas também podem começar a aparecer na tela em diversos contextos.

 

Além dos anúncios, é possível que você passe a ser redirecionado automaticamente para páginas estranhas – e às vezes de conteúdo malicioso ou até adulto. É comum ainda começar a enfrentar lentidão generalizada no dispositivo e ter que lidar com o aparecimento de ícones de origem desconhecida na página inicial do seu celular. 

 

Mas além desses indícios óbvios, os vírus podem agir de forma mais discreta, fazendo com que o usuário acredite que o problema tem outra origem. Nessa lista está o consumo exagerado de bateria e internet móvel. Se de uma hora para a outra seu aparelho começar a descarregar mais rápido e o seu 4G atingir o limite da franquia muito antes do habitual, vale a pena fazer uma varredura para verificar a presença de vírus. 

 

Remover vírus do seu smartphone, e agora? 

 

No Android, por conta da configuração que permite o download de aplicativos não oficiais, é muito comum que o vírus esteja relacionado a um app que foi instalado. Se você perceber uma mudança no funcionamento do seu dispositivo logo após baixar esse tipo de aplicação, a solução para o problema pode estar na desinstalação do software problemático. 

 

Apesar de infecções por vírus serem extremamente raras no iPhone, elas não são impossíveis. Se isso acontecer, há algumas alternativas para se livrar do mal. A primeira, assim como no sistema do Google, é excluir o aplicativo que parece suspeito ou estiver causando problemas. Outra opção bastante cumpridora é restaurar o telefone a partir de um backup anterior. Volte a versão para uma que esteja livre do malware. 

 

Diante das diferentes abordagens das ameaças atualmente no mercado, vale reforçar como é importante ter um antivírus instalado no Android e no iOS. Em caso de infecção, além de informar o usuário sobre a presença de vírus, o serviço vai ajudar na jornada para eliminá-lo do sistema. Cada fabricante tem o seu método e um passo a passo específico, mas as melhores plataformas do mercado permitem fazer a varredura e a exclusão do malware de maneira descomplicada. 

 

Se nenhuma das alternativas resolver o problema, é possível tomar uma atitude extrema e definitiva: restaurar o padrão do sistema operacional. Voltar para as configurações de fábrica vai eliminar qualquer ameaça que esteja escondida no seu dispositivo. Mas lembre-se que esse procedimento também apaga todos os dados armazenados no aparelho. Por isso, faça sempre o backup de todos os arquivos importantes antes de resetar o aparelho. 

Gostaram de tudo? Ja falamos em outro artigo sobre como o rubik trade paga, leia e entenda!

Receba nossas novidades antes de todo mundo:

remover vírus do seu smartphone
Gostou do artigo? Mande para os amigos:
Avatar de Junior Silveira

Junior Silveira

Aficcionado por Tecnologia,paixão por games, desde a época do pentium133. Macmaniaco e entusiasta do android. Junior escreve aqui no celular sobre sua paixão e ajuda os leitores com seus tutoriais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *